O aquecimento global é uma consequência das alterações climáticas que estão acontecendo no planeta. Segundo 4º relatório de avaliação do painel intergovernamental sobre mudanças climáticas da Organização das Nações Unidas, ONU, a temperatura aumentou 0,74 mais ou menos 0,18ºC. Pode parecer pouco, mas é suficiente para alterar o clima de uma região como o Círculo Polar Ártico e o Trópico de Câncer.

Aquecimento global – em profundidade

Fonte: http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/aquecimento_global/multimidia.html

Climate Change

Desenho animado ganhador dos Prêmios Fundação Biodiversidade (Espanha) na categoria Documentário e Curta-metragem

Muitos pesquisadores acreditam que o aquecimento global tanto pode ser de causas naturais ou antropogênicas (causadas pelo homem). A opinião da ONU não é muito diferente, em seu relatório aponta que grande parte do aquecimento se deve provavelmente ao efeito estufa, causado pelo aumento dos gases estufa de origem antropogênica.

O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas, IPCC, projeta que até 2100 a temperatura tenha aumentado num intervalo de 1,1ºC a 6,4ºC.

O aumento na temperatura pode trazer alterações como o aumento do nível do mar, enchentes e secas. Isso traz consequências na agricultura, desgelo, vazão reduzida em rios durante o verão, aumento de doenças e extinção de espécies.

Devido ao aumento da publicidade sobre as descobertas científicas a cerca do aquecimento global, debates políticos e econômicos aconteceram. Com isso vários países se juntaram na elaboração do Protocolo de Kyoto. A origem do Protocolo de Kyoto se dá através de uma série de eventos que aconteceram anteriormente sobre o assunto como o ocorrido em  Toronto – Conference on the Changing Atmosphere, no Canadá, em 1988 e a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas na ECO-92, no Rio de Janeiro. Constitui-se em um protocolo, um tratado internacional com compromissos para a redução de gases poluentes na atmosfera. Primeiramente, foi discutido no Japão em 1997, sendo aberto para assinatura de 11 países, mas apenas em 1999 ele foi ratificado. Porém, para entrar em vigor, era preciso que 55% dos países, que produzem 55% das emissões ratificassem, o que ocorreu apenas em 2005 quando a Rússia ratificou. Na época os Estados Unidos se recusam a ratificar o Protocolo de Kyoto. Segundo alegação do ex-presidente George W. Bush, os compromissos do protocolo iriam trazer consequências negativas para a economia norte-americana. O prazo do protocolo termina em 2012, porém já há um compromisso da ONU e alguns governos para criação de um novo acordo que estabelecerá novas metas a serem cumpridas. As discussões começaram em 2007, em Washington com os chefes de estados de Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Rússia, Reino Unido, Estados Unidos, Brasil, China, Índia, México e África do Sul. Em dezembro de 2010 haverá mais um debate em uma nova conferência da ONU, a COP-16, que será realizada no México.

Programa pH Planeta

Vídeo sobre o experimento global conduzido durante o Ano Internacional da Química (AIQ 2011)

Rio+20!

Em 2012, no Rio de Janeiro, acontecerá a chamada Rio+20, conferência das nações unidas que discutirá sobre o desenvolvimento sustentável, como a preservação do ambiente e o clima do planeta. Ela está sendo bastante aguardada e também sendo considerada a mais importante conferência desde a Eco 92, que também aconteceu no Rio de Janeiro.   

Mudanças Ambientais

Confira os vídeos das imagens acima nesta página

Dia Internacional da Ação Climática

O dia 24 de outubro de 2009 foi celebrado como Dia Internacional da Ação Climática. Milhares de pessoas em 180 países manifestaram-se pela diminuição dos níveis de CO2. Essas manifestações foram convocadas pela ONG 350.org. Várias pessoas sentaram-se no chão formando os algarismos 350.

Curiosidades:

  • Todo ano, áreas de 2.000 quilômetros quadrados se transformam em deserto devido à falta de chuvas;
  • 40% das árvores da Amazônia podem desaparecer antes do final do século, caso a temperatura suba de 2 a 3 graus;
  • A geleira Gangotr, no Himalaia, perdeu em 150 anos cerca de 2 mil metros (hoje tem 25km). E o ritmo está acelerado;
  • Hoje a atmosfera tem 750 bilhões de toneladas de CO2;
  • A calota polar irá desaparecer por completo dentro de 100 anos, de acordo com estudos publicados pela National Sachetimes de Nova Iorque em julho de 2005, isso irá provocar o fim das correntes marítimas no oceano atlântico, o que fará que o clima fique mais frio, é a grande contradição de aquecendo esfria;
  • O clima ficará mais frio apenas no hemisfério norte, quanto ao resto do mundo à temperatura média subirá e os padrões de secas e chuvas serão alterados em todo o planeta;
  • De 9 a 58% das espécies em terra e no mar vão ser extintas nas próximas décadas, segundo diferentes hipóteses.

Aquecimento Global e o Nosso Futuro

fonte: http://www.youtube.com/watch?v=BkY6VMiVoGo

Fotos da Semana Nacional de Ciências e Tecnologia  e do experimento ph da água em aldeia Desana no Rio Negro (AM). Clique na imagem para ver todas as fotos.

 Referências